Em 06 de abril, dia em que se comemora o Dia do Handebol, foi iniciado o projeto Handebol Social, que contempla duas escolas de Novo Hamburgo. Na escola Cecília Meireles, no bairro Operário, o projeto é realizado nas quartas-feiras pela manhã. Já na escola Martha Wartenberg, bairro Canudos, os alunos participam na sexta-feira, turno da tarde. O Handebol Social conta com aproximadamente 40 crianças, de ambos os sexos, com idade entre 09 e 14 anos e tem como meta, abranger um número ainda maior de crianças e escolas envolvidas com o esporte. Margarida Finatto Picoli, Diretora do Departamento de Handebol da Sociedade Ginástica está à frente do projeto, que conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo. “Nossa ideia é fazer com que o handebol seja mais praticado dentro da cidade e que possamos montar times para representar nosso Clube pela região.”

Além disso, oito atletas do projeto já integram a equipe Ginástica/Pio XII, que tem o apoio da Churrascaria Primavera.

Na foto: Isla Krüger (Gerente de Esportes SGNH), Margarida Picoli (Diretora do Departamento de Handebol da SGNH), Renato Bagégio (Churrascaria Primavera), Professor Elíbio Finkler, Geraldo dos Santos (Diretor de Desporto Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo), Paulo Griebler (Diretor Colégio Marista Pio XII), Neli Facchini Schmidt (Professora EMEF Martha Wartenberg), Nargel Kirsch (Diretora EMEF Cecília Meireles), Sérgio Rocha (Presidente da SGNH) e as crianças participantes do projeto.

Handebol Social