Voleisul/Paquetá Esportes está fora da Superliga A

A mesma plenária das equipes participantes da Superliga A Masculina de Vôlei 2014/2015 que, na segunda-feira, dia 15, confirmou a inclusão da Voleisul/Paquetá Esportes na elite do vôlei brasileiro, decidiu nesta terça-feira, dia 16, em deixar a equipe de Novo Hamburgo fora da competição. O problema alegado foi a falta de unanimidade por parte das equipes participantes da reunião para delegar sobre a questão. O encontro aconteceu em São Paulo.

“Infelizmente houve um desgerenciamento”, afirmou o presidente da Federação Gaúcha de Vôlei (FGV), Carlos Alberto Cimino, que participou da reunião dos clubes. “A CBV – Confederação Brasileira de Vôlei – deveria ter se posicionado desde o início dessa questão e não deveria ter transferido essa responsabilidade para os clubes”, completou o dirigente, antes de embarcar de volta para Porto Alegre, no final da tarde de terça-feira. A Voleisul/Paquetá Esportes ocuparia a vaga deixada pelo Rio de Janeiro por ter conquistado o vice-campeonato da Superliga B neste ano. “Lamentamos muito por tudo isso que ocorreu. Perde não só o vôlei gaúcho, mas perde também o vôlei brasileiro”, assegurou Cimino.

O diretor geral da Voleisul/Paquetá Esportes, Tiago Peter Hoefelmann, que esteve em São Paulo juntamente com o técnico da equipe, Paulo Roese, para participar da reunião dos clubes, também lamentou o ocorrido. “Estamos envergonhados da nossa CBV”, resumiu.

Se a decisão de preencher a vaga do Rio de Janeiro com a Voleisul/Paquetá Esportes fosse mantida, a Superliga A Masculina teria 13 equipes, assim como acontece na competição feminina.

A Voleisul/Paquetá Esportes foi criada em dezembro de 2013 e, com pouco menos dos quatro meses de trabalho, conquistou o vice-campeonato da Superliga B. Atualmente disputa o Campeonato Estadual de Vôlei Masculino, ao lado das equipes do Canoas, Bento Vôlei/Isabela e a APEO Sest Senat Fasurgs, de Passo Fundo.

A Voleisul tem a Paquetá Esportes como patrocinadora máster e conta com patrocínio da Doctor Clin, Flytour e Sollus e apoio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte – Pró-Esporte.