Histórias que o 18º Festival Mercosul de Voleibol proporciona

Muitas histórias fazem parte do 18º Festival Mercosul de Voleibol. Nestes 4 dias de campeonato, a Sociedade Ginástica pretende mostrar um pouco além das quadras e contar histórias dos atletas que aqui estão para mais uma disputa de Vôlei. O festival reúne 34 equipes, sendo elas brasileiras, uruguaias e mexicanas que trazem consigo jovens atletas em busca do sonho de se tornarem grandes profissionais do esporte.

É o caso de Candela Birriel, 14 anos, e sua colega de equipe Sabrina Suarez Castellano, 16 anos, vindas de Minas, Uruguai. As garotas viajaram de ônibus cerca de 12 horas até chegarem ao Clube, onde estão instaladas nos alojamentos que a Sociedade Ginástica oferece. Mesmo estando a tantos quilômetros de casa, as uruguaias tem uma forma simples de diminuir a saudade: “Fazemos contato com a família e amigos nos intervalos dos jogos, via Whats App, Facebook e mensagens. Estamos aqui pela terceira vez participando do Campeonato e o Clube é lindo, grande, organizado e muito limpo” contou Sabrina. Quando perguntadas sobre a experiência de representar seu país na competição, Candela já foi logo dizendo: “Muito sentimento, muita paixão. É uma experiência bonita para todo o grupo aprender um pouco mais sobre a cultura brasileira.”

O 18° Festival Mercosul de Voleibol segue até 3 de maio, prometendo muita disputa e jogos emocionantes, além de aprendizado, troca de experiências entre os atletas e histórias legais como a das jovens uruguaias.