ENCONTRO DAS ESCOLAS DO PROJETO HANDEBOL NA GINÁSTICA

No dia 02 de novembro, aconteceu o encontro das escolas participantes do projeto da Sociedade Ginástica,  e da prefeitura municipal de Novo Hamburgo o encontro envolveu pais e alunos das escolas Martha Wartenberg, São Jacó, Maria Quitéria e Francisca Saile. O projeto atende em torno de 150 alunos destas escolas e no encontro participaram 110 crianças. As crianças foram recebidas pelos professores Elibio Finkler e pelo ex-atleta da Sociedade Ginástica Daniel Jacobs que palestraram para as crianças sobre o Handebol e uma boa atividade física. Logo em seguida acompanhados de um lanche se iniciaram os jogos. Ao meio dia as crianças tiveram um galeto como almoço e a tarde seguiram os jogos que se encerraram em torno de 16h.

As escolas São Jacó, Francisca Sales e Maria Quitéria são de responsabilidade da professora Jéssica Brill e a Escola Martha Wartenberg é de responsabilidade do professor Claudio Pessin e o coordenador geral do projeto é o Professor e técnico das equipes de Handebol da SGNH André Furtado.

A professora Neli, da escola Martha Wartenberg, ressaltou a importância do projeto: “Para a minha escola é muito importante, pois os alunos estão adquirindo técnicas e se aprimorando com a pratica esportiva do handebol, e esta integração realizada hoje é para eles terem a diversão dentro do esporte que eles tanto gostam de fazer e praticar, o projeto é importante por ser no contra-turno escolar e os alunos não ficarem nas ruas, sendo assim a pratica de um esporte saudável, útil, tanto para eles quanto para a sociedade e a comunidade escolar”.

O ex-atleta da SGNH Daniel Jacobs destacou a felicidade de passar um pouco da sua experiência para os alunos: “Falar sobre quando fui atleta é passa para os alunos a união, o companheirismo, o trabalho em grupo, desenvolvimento físico e o mais importante pois com o esporte eu conquistei amigos para a vida inteira. O handebol da SGNH contribuiu para a minha vida de forma muito significativa, pois convivi com pessoas bacanas que hoje servem de exemplo para mim, hoje tento passar para as crianças um pouco daquilo que aprendi com a pratica do handebol”.

O professor Elibio Finkler falou da alegria em conversar com os estudantes:“O projeto se torna importante para o desenvolvimento do handebol para as pessoas, o que me motiva a continuar no handebol é fazer o bem para a juventude e para as crianças e a sensação de palestrar para eles é orientar e incentivar estes jovens a fazer um esporte excelente e saudável”

A diretora do departamento da SGNH, Margarida Finatto, destacou a satisfação de receber os alunos:“ Receber o projeto na Ginastica é o que me traz muita felicidade, e queremos sempre dar continuidade a estes tipos de ações, o que me motiva a continuar neste voluntariado é a qualidade do handebol, os pais e principalmente as equipes que se formam, sem contar que o principal motivação é a união de todos os atletas em se dedicarem com a pratica do handebol. O projeto de uma forma muito especial para nós pois com o auxilio da prefeitura e das escolas podemos dar continuidade a este bom trabalho, nós sempre fomos bem recebidos nas escolas pelos atletas, professores e diretores e isso faz com que continuemos a nos esforçar e desenvolver um excelente projeto.

O técnico André Furtado, falou sobre a importância do projeto para o Clube: “O projeto tem grande significado para as nossas equipes, pois através dele além de descobrirmos novos talentos, é possível desenvolver nas nossas atletas o senso de participação e cooperação com o próximo além de lhes despertar o outro lado do handebol, pois além de auxiliarem no desenvolvimento das atividades elas também arbitraram e realizaram as sumulas e auxiliaram na organização desde os uniformes até os jogos. Para os participantes foi um momento de integração impar, pois além de jogarem com a sua escola, fizeram parte de outras escolas.