Atletas ginasticanas se destacam no Festival de Estrela

O Festival Internacional de Estrela é o maior campeonato das categorias de base da América Latina (Brasil, Peru, Uruguai e Argentina), e ocorreu de 25 a 29 de maio de 2016

A Sociedade Ginástica caiu em uma chave com Argentina e Uruguai ( perdemos  para Argentina, mas ganhamos de 2×1 do Uruguai).

Na categoria da ginástica tinham 24 equipes, divididas em dois grupos: as dez melhores na série ouro e as demais na serie prata.  A Ginástica estava na série prata.

Dentro das 24 equipes são eleitas: a melhor atacante, a melhor levantadora e a jogadora completa, e dentro de cada equipe são eleitas as atletas destaque, nestas categorias as seguintes atletas ginasticanas se destacaram:

Alexjandra Lencine Nascimento, 14 anos, primeiro ano da categoria infantil feminino, posição central. Joga vôlei a quatro anos na Sociedade Ginástica. Destaque na equipe da Ginástica na categoria: posição central.

Minha experiência no Campeonato Festival de Estrela foi muito legal, foi o terceiro ano em que participei. Como nos outros anos foi uma experiência muito boa, na qual eu sempre lembro. Gosto de lembrar. Gostei muito do campeonato, das gurias, do time, da união, do decorrer dos jogos, como foram. Jogamos sete jogos, ganhamos dois apenas, mas como nosso time a maioria entrou recentemente, que era do mirim e subiu pro infantil. Foi muito bom esse campeonato pra a gente ver o que precisa melhorar e continuar nos aperfeiçoando mais, cada vez mais.

Ana Júlia Schimitz, 12 anos,  primeiro ano da categoria mirim, começou a jogar este ano na Ginástica, posição central.

Gostei muito dessa experiência, porque ela foi muito boa pra nos unir. Foi minha  primeira viagem e ficamos muito bem,  e claro que poderíamos ter ido melhor, ganhamos três jogos de sete.

– Bianca Roberta Bitello, 17 anos, categoria infanto feminino, levantadora. Ganhou na categoria destaque  da equipe da SGNH

“Foi uma experiência boa, já é meu terceiro ano jogando lá. Joguei em 2014 por um time de SC, ano passado e esse ano pela SGNH. Não sei quanto tempo eu jogo, lembro eu aprendendo a escrever, mas não lembro de aprendendo a jogar, eu era muito pequena. Acho que é uma experiência boa pro time porque a gente não é um time que teve uma base, não sou todas que jogam desde pequena. É importante pra gente pegar experiencia, evoluir mais, como nem todas estão jogando desde pequena, foi mais pra ter uma noção de uma competições grandes, pra tentar chegar, mais pro futuro, tentar pegar um lugar melhor. Ano passado eu ganhei de melhor levantadora na série prata da competição. Esse ano eu queria ganhar de ano, mas estava muito mais concorrido, tinham times muito melhores. Então, foi bom ter ganhado porque eu estava indo atrás do melhor levantadora de novo e  acabei não ganhando, mas pelo menos ganhei o destaque”.

As equipes de rendimento tem o patrocínio de Videolar Innova, Sulgás e Tipler, através da Lei de Incentivo ao Esporte.